terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A divisão da televisão em canais fechados e abertos

Foto reprodução:Terra
Quem tem TV por assinatura pode não ter a exata noção, mas elas estão entre uma parcela de pessoas que é minoria no Brasil. A maioria do público que assiste televisão no país ainda está na TV aberta. Nela concentram-se os programas de maior audiência da televisão brasileira. Essa hegemonia, acredito, se perpetuará por muito tempo ainda, principalmente se levarmos em conta o fato, de que muitas delas também são transmitidas nos canais fechados. A grande realidade é que no Brasil a TV paga ainda não decolou, apesar da estabilidade de nossa economia. Se levarmos em consideração a análise de que a Internet com toda sua força ainda não é acessada pela maioria de nossa população, imaginem a TV por assinatura. No caso da Internet, num comparativo com essas emissoras fechadas, existem meios alternativos de acessá-la, uma delas é a Lan House. No caso das TVs fechadas, o meio alternativo que em muitas localidades se apresenta não é legal, ou seja, configura crime. São as chamadas transmissões clandestinas, conhecidas em muitas cidades como gatonet. Não sou daqueles que defendem a ideia que no canal fechado a qualidade dos programas é uma e nos canais abertos é outra. Para mim, tanto em canais abertos quanto nos fechados, a qualidade não difere. Na minha visão, em ambos existem programas bons, ruins, com qualidade ou sem, de baixo nível e de bom nível. Embora imperceptível, o telespectador que assiste uma emissora de canal aberto, já está pagando por isso e não sabe. A grande vantagem em assistir a programação das emissoras em canais fechados está no fato de se ter mais opções de programação, diferente dos canais abertos. Esse fator talvez seja o que difere um canal de TV aberto de um canal fechado. Essa é a minha opinião.
Comentário(s)
15 Comentário(s)

15 comentários :

  1. Olá, grande amigo Paulo César!
    Olha, você está mais uma vez certo: a TV paga é muito cara mesmo.
    Aqui, em Manaus, que, segundo a ELETROBRÁS, há o maior índice de ligação clandestina (o vulgo "gato"), ou seja, 30% enquanto a média nacional é de 5%; na TV a cabo creio que esse índice seja daí para maior. A fralde mais comum é uma pessoa fazer uma assinatura e vender retransmissão para os vizinhos ou comprar o cabo e fazer ligação à noite direto para sua casa.
    Às vezes, os próprios funcionários da companhia oferecem esses serviços em troca de propina.

    Mais um belo e importante artigo que você nos presenteia.

    Abraços do amigo!

    ResponderExcluir
  2. Olá PCzão, bom dia meu amigo!

    A tv paga tem mais opções que são menos "midializadas", pois a tv aberta tenta fabricar o cidadão que ela quer. Na tv fechada os programas apelativos e tendenciosos são muito menos expressivos e a democracia "desde que se tenha dinheiro" é muito maior.

    Hahahahhahahahaha como se democracia se comprasse né? Mas infelismente a democracia e o capitalismo andam de mãos dadas.

    Um abração e passa lá no blog que tem mais uma aventura do Valfredo.

    ResponderExcluir
  3. Penso de forma parecida com o André, na tv paga infelizmente essa democracia funciona desse modo. O dinheiro acaba pagando por ela pois você tem muito mais variedade e possibilidade de encontrar algo interessante do que escolher qualquer coisa em um canal porque simplesmente não tem nada melhor do que assistir. E um outro detalhe que muitos comentam da tv paga é que eles respeitam o público fiel que acompanha seriados e não mudam os horários e dias de exibição a toda hora como normalmente fazem os grandes canais da tv aberta como sbt e globo.

    Grande abraço e gostaria de te deixar o convite para dar uma passada lá no Olhar Receptor quando puder, beleza? Até mais...

    ResponderExcluir
  4. Paulo, finalmente alguém comentou "inteligentemente" a dicotomia que, no meu entender, não existe entre tv aberta e fechada (ou paga).
    Disseste com muita propriedade que a qualidade de programação não difere muito (exemplos são os reallities shows... sempre eles... rssss... que saltam aos olhos aos montes em canais pagos!).
    Eu assino tv desde 95 e encaro a tv paga apenas como um plus no meu aparelho!

    ResponderExcluir
  5. Ahhhhhhhhh... e hoje mesmo tava pensando: como a tv paga ainda é cara no Brasil... nossa!!!!!!!!!! Lá fora (e não vamos longe... Argentina ou Uruguay), com qualquer 20 dólares a pessoa assina praticamente o mesmo pacote que eu com a programação de cinema...

    ResponderExcluir
  6. Bom dia PC, eu gosto muito de tv, principalmente de filmes e séries, então meu marido me deu de presente há dois anos uma assinatura da sky, mesmo assim, as vezes fico sem opção do que assistir, dá prá acreditar? Mas é claro que é bem melhor do que a tv aberta, um bom exemplo é o domingo, na minha opinião é o dia que a maioria dos cidadãos estão em casa, mas vc liga a tv e só tem lixo, sem falar nos noticiários que só falam em desgraça alheia, e o Datena? o que é aquilo? jornalismo? Deus me livre. BBB = lixo mental, não sobra muita coisa. Então na minha opinião a tv é manipuladora da massa, por isso só assisto aos seriados e filmes. Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. caro paulo césar,
    agradeço-te, antes de mais, a incursão lá pelo viagens de luz e sombra, guiado pela mão da especialíssima amiga cecília; as tuas palavras foram seguramente de grande gentileza e amabilidade.
    entretanto, aproveitei para conhecer o teu blogue, direcionando as minhas palavras para o último post, versando sobre a utilização da tv bem assim como a sua própria qualidade.
    é curioso, em portugal, país que vive uma crise económica fortíssima, a tv paga, assim como a internet ou o uso dos telemóveis é algo de profusamente generalizado (se excetuarmos nichos muito deslocados, sobretudo no interior). cá, como no brasil, tv paga não significa maior ou menor qualidade; antes um naipe mais extenso de opções, ainda que o barómetro dos shares televisivos aponte para que as massas continuem a valorizar programas populares, de qualidade indiscutivelmente baixa, como são os casos dos big brotheres e seus derivados. a questão, na minha opinião, passa necessariamente por dotar as pessoas de ferramentas de criticidade, participação cívica e reflexão no sentido de avaliarem o que cada um deles pode ou não acrescentar à sua própria vida, enquanto indivíduo, cidadão e, no limite, homem/mulher. sem isso, seremos sempre presas fáceis dos tubarões da manipulação.
    um forte abraço!

    ResponderExcluir
  8. Querido Amigo,meu irmão camarada.
    Vou assinar em baixo das tuas palavras,nada mais tenho a comentar.
    Um grande abraço,sou tua fã e tu sabe né,rssrs.
    Sim o selinho esta no meu outro blog,espero que tu goste.
    Bjos.
    http://selinhos-avivarcel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Seu artigo de hoje sobre TV paga e TV aberta, assim como os comentários outorgam-lhes qualidade no debate, sem dúvida alguma. Assino embaixo. Fico perplexa quando em viagem, vejo parabólicas quase empilhadas umas às outras nos barracos onde falta tudo: alimento, saúde, educação, infraestrutura... mas a TV faz parte... o celular idem... as novelas e os BBBs da vida protagonizam o luxo que em mentes marionetizadas realizam-se! Isso consome meu raciocínio, pois prioridades outras ao meu ver deveriam estar em primeiríssimo lugar!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  10. Olá PC, sábado passado sofri um pequeno acidente na minha bike e quebrei meu braço esquerdo, por isso estou impossibilitado de digitar com as duas mãos, mas pra semana eu acho que retiro o gesso e volto a comentar com calma.

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
  11. Olá Paulo,

    Concordo com você e também acho bem coerente a opinião do André.
    De qualquer forma, mantenho a TV paga somente para ter mais opções de canais e pela vantagem de se obter um sinal melhor.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Tenho, pago e reclamo (rss), pois não recebo tanto quanto me é devido pelo alto custo. Na verdade, o sinal não é bom sem o dela, independente de antenas coletivas, que já nem se vê. E ainda fica mais onerosa, porque se paga para cada ponto, o que é inconcebível. Na justiça, sempre apresentam algum argumento para justificar essa cobrança. Não fosse isso, nem manteria, porque assisto pouquíssimos programas. Quem tem crianças, sente mais necessidade, em vista das opções.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. BOA TARDE.

    GRANDE PC, PARABÉNS POR MAIS UMA BRILHANTE POSTAGEM, O FATO QUE A TV ABERTA DEIXA MUITO A DESEJAR COM SUAS GRADE DE PROGRAMAÇÃO, AI O FATO DE ALGUNS MIGRAREM PARA TV PAGA, EU SINCERAMENTE TENHO A PARABÓLICA DA SKY COMPREI E TENHO OS CANAIS ABERTOS MAS É MUITO TENTADOR VIRAR UM ASSINANTE POIS A VARIEDADE É MUITO GRANDE, E TAMBÉM PELO FATO DE TER A OPÇÃO DE ASSISTIR FUTEBOL, BEM SABEMOS QUE A REDE GLOBO COMPRA OS DIREITOS DO FUTEBOL E PASSA SEMPRE A MESMICE DE CURINTIA E NA PARABÓLICA MESMO SENDO DO ESTADO DE SÃO PAULO SOMOS OBRIGADOS A RECEBER EM NOSSA CASA A PORCARIA DO CAMPEONATO CARIOCA!... ONDE VAMOS PARAR COM A PÉSSIMA QUALIDADE DA TV BRASILEIRA.

    ResponderExcluir
  14. Pra que pagar TV pra ver programacao aberta o povo e tonto paga pra vê esses canal ruim sou assinante a uns 15 anos e não quero saber de TV aberta nem de programacao nacional sou contra que TV aberta não pague TV pra que essa porcaria na TV paga

    ResponderExcluir
  15. Pra que pagar TV pra ver programacao aberta o povo e tonto paga pra vê esses canal ruim sou assinante a uns 15 anos e não quero saber de TV aberta nem de programacao nacional sou contra que TV aberta não pague TV pra que essa porcaria na TV paga

    ResponderExcluir

Gostou do blog? Volte sempre que desejar. Dúvidas, sugestões, críticas ou qualquer outro assunto, entre em contato: detudoumpoucominhaopinião@yahoo.com.br

Números telefônicos de utilidade pública no Brasil

  • Delegacias Regionais do Trabalho - 158
  • Informações sobre oferta de emprego (Sine) – 157
  • Serviço Municipal – 156
  • Serviço Estadual – 155
  • Detran – 154
  • Guarda Municipal – 153
  • Ibama – 152
  • Procon – 151
  • Vigilância Sanitária – 150
  • Justiça Eleitoral – 148
  • Governo Federal – 138
  • Transporte Público – 118
  • Energia Elétrica – 116
  • Água e Esgoto – 115
  • Serviços ofertados pelas prestadoras dos Serviços de Comunicação Eletrônica de Massa – 106
  • Serviços oferecidos por prestadoras de serviços móveis de interesse coletivo – 105
  • Serviços ofertados por prestadoras de serviço telefônico fixo – 103
  • Defesa Civil – 199
  • Polícia Rodoviária Estadual – 198
  • Polícia Civil – 197
  • Polícia Federal – 194
  • Corpo de Bombeiros – 193
  • Ambulância – 192
  • Polícia Rodoviária Federal – 191
  • Polícia Militar – 190
  • Disque- Denúncia – 181
  • Delegacias especializadas no atendimento à Mulher – 180
  • Serviços de Emergência no âmbito do Mercosul – 128
  • Secretaria dos Direitos Humanos - 100